Gorga (Pega pingo, Esparguta)
Spergula arvensis (Arenaria arvensis, Spergularia arvensis)

Espécie herbácea anual. Aparece com frequência na cultura da beterraba. Indicadora de acidez dos solos. Hospedeira do tripes Frankliniella schultzei, vetor do vírus do vira-cabeça-do-tomateiro.
Apresenta caule cilíndrico e oco, com superfície esparsamente pilosa, provido de entrenós longos, ramificação radial na base e dicotômica na porção superior da planta. Folhas simples, numerosas, dispostas em verticílio e desprovidas de pecíolos. Limbo carnoso em formato quase roliço, sendo a face superior arredondada e a inferior achatada. Inflorescência axilar e terminal em longos eixos do tipo dicásio, típico ou pouco modificado. Flores pedunculadas, cálice com 5 sépalas soldadas na base e persistente no fruto, corola com 5 pétalas livres, de coloração branca, androceu com filetes filiformes e gineceu com estiletes livres. Fruto seco do tipo capsular. A planta pode ser identificada em campo pela filotaxia verticilada e pelo número e superfície arredondada das folhas. Propagação por meio de sementes.
Planta invasora, infestando pricipalmente culturas de inverno como trigo, aveias e cevada. Muito freqüente em jardins e hortas. Devido ao grande número de sementes produzidas e alta taxa de germinação, forma verdadeiros tapetes de pequenas plantas, que não chegam a se desenvolver completamente em virtude da competição intraespecífica. Tem valor forrageiro.