Burra-leiteira (Erva-andorinha)
Chamaesyce hyssopifolia (Euphorbia hyssopifolia, Euphorbia brasiliensis)

Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o País, vegetando em áreas hortícolas e áreas destinadas à fruticultura, especialmente as do polo irrigado do Nordeste. No meio urbano, pode ser facilmente encontrada em jardins e em terrenos baldios. Abriga os tripes das espécies Selenothrips rubrocinctus Frankliniella schultzei, que atacam a manga, esta última ataca também a cultura do tomate. Hospedeira de afídeos transmissores do vírus PRSV-p, responsável pelo mosaico do mamoeiro. A planta é amplamente utilizada na medicina popular. Citada em outras obras com o nome de Chamaesyce hyssopifolia.
Apresenta caule ereto ou prostrado, verde com manchas avermelhadas, lactífero e com ramificação dicotômica. Folhas simples, opostas, assimétricas, verdes, margens levemente serreadas e com pecíolo muito curto. Inflorescência do tipo ciátio, reunido em dicásios, e um ciátio na axila das folhas. Cada ciátio contém uma flor feminina constituída apenas pelo pedúnculo e gineceu com ovário verde trilocular. Flores masculinas abaixo das femininas, assentadas sobre um receptáculo verde-avermelhado, que contém 4 brácteas brancas que margeiam os estames. Fruto do tipo tricoco. Propagação por meio de sementes.
Espécie invasora medianamente frequente, infestando lavouras anuais e perenes, pastagens, jardins e terrenos baldios. Essa planta é bastante variável quanto aos caracteres vegetativos e nas características florais. Possui propriedades terapêuticas.