Maria-gorda (Beldroega-grande, Bênção-de-deus, Bredo-major-gomes)
Talinum paniculatum

N.V.: beldroega-grande, bênção-de-deus, bredo, bredo-major-gomes, bunda-mole, carne-gorda, caruru, erva-gorda, joão-gomes, língua-de-vaca, mariagombe, maria-gomes, maria-gorda, manjogome, manjongome.
Espécie herbácea anual que se desenvolve em todo o País, vegetando em áreas olerícolas e áreas ocupadas com fruticultura. Instala-se preferencialmente em solos com maior umidade e locais mais sombreados. Hospedeira de fungos do gênero Cercospora e da lagarta-minadora-das-folhas-de-citros, Phyllocnistis citrella. Fornece recursos alimentares para abelhas-europa. A planta é utilizada na alimentação humana, alimentação de animais e na medicina popular.
Apresenta caule cilíndrico, verde ou com pigmentação vermelho-arroxeada, carnoso, glabro, ceríceo e bastante ramificado na base. Folhas simples, curtíssimo-pecioladas ou sésseis, carnosas e de disposição alternada helicoidal. Limbo em formato obovalado, com a base cuneada, ápice obtuso ou arredondado, glabro em ambas as faces e de margens inteiras. Inflorescência terminal em longo cacho composto, constituído por numerosas flores e frutos. Flores pedunculadas, cálice com 2 sépalas, corola com 5 pétalas livres de coloração amarelada, alaranjada, rósea ou avermelhada, androceu com numerosos estames e gineceu tricarpelar. Fruto do tipo cápsula globosa, amarelo-avermelhado na maturação. Diferencia-se de T. triangulare pela coloração e tamanho das flores, acrescentando-se ainda a morfologia das folhas. Propagação por meio de sementes.