Caruru-roxo (Caruru-branco, Crista-de-galo)
Amaranthus hybridus (Amaranthus chlorostachys, Amaranthus hybridus var. hypocond)

Espécie herbácea anual que se desenvolve nas Regiões Sudeste e Sul do País, onde se instala em áreas hortícolas, a exemplo daquelas ocupadas por batata e tomate. Instala-se ainda em áreas cultivadas com maracujá, banana, mamão, citros, goiaba, uva e manga. O desenvolvimento da espécie pode ser inibido por meio do cultivo de leucena, Leucaena leucocephala.
Apresenta caule ereto, ramificado, verde com pigmentação avermelhada. Folhas simples lanceoladas com margem levemente ondulada ou inteira, com pecíolo longo e vermelho, dispostas de forma alternada helicoidal. Inflorescência nas axilas das folhas e terminais, com eixo principal longo, estando constituída por espigas de glomérulos com coloração avermelhada, podendo ainda apresentar-se verde, pigmentada de vermelho. As flores são de sexo separado, ficando as masculinas nas pontas das inflorescências e as femininas na base; tanto as masculinas quanto as femininas são rodeadas por brácteas. Flores com 5 tépalas, estas últimas substituem o cálice e a corola de cada flor. Fruto seco indeiscente. Dentre todos os Amaranthus, esta espécie é a que mais se assemelha com A. retroflexus, da qual pode ser diferenciada pelos seguintes critérios: em A. hybridus, as tépalas são lanceoladas ou ovalado-lanceoladas, com ápice agudo, enquanto que em A. retroflexus, as tépalas são em forma de espátula, cujo ápice é arredondado e com reentrância, podendo ainda existir um apículo. Propaga-se por meio de sementes.