Capim-carrapicho (Benzinho, Capim-amoroso)
Cenchrus echinatus

Gramínea anual, entouceirada ereta ou ocasionalmente prostrada que se desenvolve espontaneamente em todo o País, ocupando especialmente áreas com cultivos de cebola e tomate. Ocorre ainda em pomares de goiaba e laranja, quadras de maracujá e em cultivos de mamão e melão. Considerada indesejável pelo fato de possuir os frutos espinescentes, os quais ferem os trabalhadores, grudam nas vestimentas e nos pelos dos animais, o que auxilia no processo de disseminação da espécie. Abriga tripes das espécies Selenothrips rubrocinctus e Frankliniella schultzei, que atacam a manga, e ainda ácaros do gênero Brevipalpus. Forma compostos alelopáticos. A infestação pode ser inibida por meio do cultivo de marmelinho, Croton sonderianus.
Apresenta colmos levemente achatados, eretos, ramificados, com até 0,6 m de altura e com capacidade de emitir raízes nos nós inferiores ou então colmos prostrados. Folhas com bainha verde ou pigmentada de vermelho, com fenda lateral cuja margem é percorrida por pelos sedosos, lígula pilosa. Lâmina lanceolada com base auriculada, glabra em ambas as faces e com as margens serrilhadas. Inflorescência terminal do tipo espiga. Espigas cilíndricas constituídas por numerosas estruturas espinescentes, as quais contêm as espiguetas, característica que singulariza a espécie. Estas estruturas são os diásporos ou unidades de propagação da planta.